quinta-feira, 17 de março de 2011

Rosa Chiclete


Eu, que sempre quis desfilar com a minha alegria para provar ao mundo que eu era feliz, só quero me esconder de tudo ao seu lado. Eu limpei minhas mensagens, eu deletei meus emails, eu matei meus recados, eu estrangulei minhas esperas, eu arregacei as minhas mangas e deixei morrer quem estava embaixo delas. Eu risquei de vez as opções do meu caderninho, eu espremi a água escura do meu coração e ele se inchou de ar limpo, como uma esponja. Uma esponja rosa porque você me transformou numa menina cor-de-rosa.

(TB)


Um comentário:

Roberta Galdino disse...

ótimo blog
e o post ta bem interessante
gostei mto
parabens
te sigo
bj

http://rgqueen.blogspot.com/